sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

COMPROMETIMENTO

E os ecos do MOA voltam a ser ouvidos.
O fantasma do festival Metal Open Air, que ocorreu em S. Luiz, dão o ar da graça pra assustar agora o Sul do Brasil. A vítima agora foi o Zoombie Ritual que finaliza um ano bem abaixo do esperado em matéria de alegria aos fãs de música pesada. 
Mas o que acontece com os promotores? Qual o(s) fator(es) que leva o sonho de fazer um festival se tornar um pesadelo, tanto para bandas como para o público também? No caso do Zoombie acredito que não foi de má fé, mas diria que houve uma falta de... COMPROMETIMENTO. 
Mas não é um comprometimento com o amigo, ou a amiga, o pai, a mãe... não! É aquele comprometimento com você mesmo. Com o seu próprio ser. 
É querer realizar o impossível. 
É querer com as vísceras, e não dá boca pra fora.
O que falta nessas pessoas é esse comprometimento. É deixar de fazer outras coisas na vida, para simplesmente depositar toda a energia, esforço, tempo, corpo e alma para a realização de um evento, e cancelamentos desse tipo desapontam demais até mesmo o mais fiel dos headbangers. 
Não quero ficar culpando fulano, cicrano, beltrano com minhas palavras, aliás nem é o objetivo desse post. É apenas uma forma que encontrei para liberar minha insatisfação com o ocorrido. Agora, quebrar o produtor na porrada, descontar a raiva e a frustração não é uma boa solução, nunca foi e nunca será. E fomentar a discórdia também não. Não vai ajudar em nada atitudes como essas. O Zoombie deu problema nessa edição, mas não descarto a possibilidade do festival retornar ano que vem com os devidos reparos. 
Apenas quero lembrar que existem muitos promotores abnegados, que lutam e sonham em fazer um festival que satisfaça a todos, e o mais importante de tudo... fazer com comprometimento. 
Acontecimentos como esse geram comentários depreciativos e isso de certa forma é normal, é um desabafo - e com toda a razão - de uma geração insatisfeita, mas por um outro lado, serve de alerta para promotores aprimorarem mais ainda seus eventos. Ver o que funciona ou não. Obviamente não dá pra comparar com o Wacken, um festival que há 25 anos continua incólume, porém para chegar nessa bodas de prata houve muita dedicação e paciência para solucionar os problemas do começo, para que ele se tornasse hoje um dos maiores festivais da Europa. Pelo menos, em matéria de longevidade, o Wacken Open Air é o maior. Tive a oportunidade de fazer muitas turnês internacionais, muitos shows em festivais, e o que vou dizer aqui não é nada novo, chega até ser redundante, mas o comprometimento com o público e banda é vital e dar as devidas condições não é luxo, é respeito.
É necessária urgentemente a renovação do público do metal no Brasil e a profissionalização dos promotores de shows. Acredito que sejam duas opções que podem ser estudadas e aplicadas. 

comprometer v. t. Sujeitar. Empenhar: comprometer
a sua palavra. V. p. Obrigar-se simultaneamente com
outrem a alguma coisa. Obrigar-se: comprometo-me a ir
l´a. Estabelecer compromisso. Assumir responsabilidade
grave. (Lat. compromittere)