terça-feira, 22 de julho de 2014

OS MELHORES SHOWS parte 1

Aproveitando o gancho do meu post anterior, vou relatar agora sobre a primeira vez que King Diamond veio ao Brasil. E de quebra vinha com a sua outra banda, o Mercyful Fate.
De certa forma foi frustrante para mim no começo porque o primeiro show era em Santos, e infelizmente confundi o horário da van que levaria uma galera pra baixada, e consequentemente perdi o primeiro show do Mestre em terras brasileiras, e meu único alento foi vê-lo no Monsters Of Rock daquele ano debaixo de um sol causticante fazendo derreter sua maquiagem na metade do show. Mas eis que começou a surgir um boato que ele faria um show extra, e pasmem... do lado da minha casa. E o boato se confirmou verdadeiro, King Diamond e Mercyful Fate no Highlander. Difícil não foi comprar o ingresso, mas segurar a ansiedade e quando as luzes foram apagadas no recinto, a comoção foi generalizada. Eu estava no gargalo e assistindo a entrada no palco de Bjarne T. Holm na bateria, Sharlee D’Angelo no baixo, e uma das duplas mais fodas do metal, Hank Shermann e Michael Denner, e finalmente... King Diamond com toda aquela indumentária sinistra, cartola e um casaco preto. O show começa e segue com um desfile fulminante de músicas maravilhosas do Mercyful Fate. No meio do show dei uma de brasileiro com “b” minúsculo, tentei tirar uma bala da bota do King Diamond, e obviamente não consegui. Seria a prova cabal de que eu estava colado no palco mesmo (risos). Mesmo no intervalo de uma banda para a outra, não saí da minha posição, mas quando começou o show da banda King Diamond, infelizmente não tive como ficar mais. Mesmo assim, fiquei no bar onde tive uma visão privilegiada, e após a performance da música Eye of the Witch, o Rei Diamante tira o coelho da cartola, e a banda começa a tocar a The Trial (Chambre Ardente)! Sinceramente, não esperava em nenhuma das minhas vidas passadas que King cantaria essa música, mas ele cantou, e muito! A partir daí, me senti privilegiado por curtir Metal e poder ter uma experiência como essa. Aliás, uma curiosidade maravilhosa, na música Helloween, Hank Shermann sobe ao palco e junto com Andy LaRocque e Michael Denner, eles nos presenteiam com uma performance no mínimo histórica e que vai ficar guardada na memória dos presentes. O único momento chato foi ao sair da casa de show iniciou-se um tiroteio, mas felizmente sem nenhuma vítima, não que eu saiba.
Ironia do destino: a última vez que passei por lá, eu vi que o local se transformou em uma igreja evangélica. O que será que King Diamond acharia disso? (risos)

Set-list Mercyful Fate: 1.Lucifer, 2. Evil, 3. A Dangerous Meeting, 4. Angel of Light, 5. Curse of the Pharaohs, 6. Doomed by the Living Dead, 7. The Mule, 8. The Uninvited Guest, 9. The Bell Witch e 10. Satan's Fall.

Set-list King Diamond: 1. Out from the Asylum, 2. Welcome Home, 3. The Invisible Guests, 4. Sleepless Nights, 5. Eye of the Witch, 6. The Trial (Chambre Ardente), 7. Meet Me at Midnight, 8. The Candle, 9. Abigail, 10. Halloween.